Pesquisar
Home Institucional Produtos Galeria de Fotos News Perguntas Frequentes Localização Contato
   
 

0 produto(s) adicionado(s)

Ver Lista

Newsletter

Cadastre-se e receba nossas novidades e promoções em seu e-mail.

Visite também

Blog
 
Localização
 
Escolha a categoria Escolha a variedade
 
Planta Destaque
 
» ARQUIVO
» Outubro
» Agosto
» Julho
» Junho
» Maio
» Abril
» Março
» Fevereiro
» 2016
» 2015
» 2014
» 2013
» 2012
Flor de Natal

Flor de Natal

 
A poinsettia, também conhecida como flor de Natal, estrela de Natal ou bico-de-papagaio é uma planta originária do México e pertence à família das Euphorbiaceae. Caracteriza-se pelas suas folhas largas nas cores vermelho (a mais popular do Natal) e rosa. O que parecem ser as pétalas das flores, na verdade, são brácteas, ou seja, são folhas modificadas. Isso ocorre porque as verdadeiras flores da planta são pequeninas e quase insignificantes, não apresentando cores e formas atraentes. Assim, as brácteas, coloridas e exóticas, que surgem ao redor das flores verdadeiras, cumprem a função de embelezar.

É muito vendida na época do Natal, em pequenos vasos que são mantidos no interior da casa, no entanto, pode também ser plantada no exterior, local onde cresce como arbusto até 4 metros de altura se não for podada. Por ser uma planta tóxica, é preciso ter alguns cuidados em relação ao local da casa em que é colocada e com o seu manuseio, uma vez que pode causar dermatites tanto a pessoas como animais. Estas irritações não constituem riscos de intoxicações letais, uma vez que o seu grau de toxicidade é bastante fraco. Todas as suas partes são venenosas.
 
Pinheirinho de Natal

Pinheirinho de Natal

 
Nesta época do ano, muita gente se preocupa em confeccionar sua própria árvore de Natal. O "pinheiro" é tradicionalmente usado para isso, principalmente por causa de sua forma triangular, que para o cristianismo simboliza a Santíssima Trindade. Essas árvores são também símbolos de eternidade, pois vivem milhares de anos. Os pinheiros fazem parte de um grupo botânico conhecido como "coníferas", no qual estão algumas das maiores e mais antigas plantas que vivem na Terra.

O nome coníferas deriva da presença de cones (a popular pinha). Os cones têm forma, tamanho e cor variados, dependendo da espécie. Um cone muito utilizado na decoração natalina é a pinha dos pinheiros (Pinus). Entre as coníferas mais conhecidas podemos citar os pinheiros, os ciprestes e as tuias. Existem cerca de 600 espécies de coníferas em todo o mundo.

As coníferas dominam a paisagem natural em muitas regiões frias do planeta. Assim, depois que o natal acabar, não jogue fora sua conífera, plante-a em um local amplo que tenha espaço suficiente para que ela cresça em todo o seu esplendor. Árvores de natal não são apenas para o natal, mas para toda vida.
 
Pimentas, a mais forte, a mais picante!

Pimentas, a mais forte, a mais picante!

 
A Bhut Jolokia, também conhecida como Naga Jolokia, é uma pimenta de origem Indiana considerada pelo Guinness World Records a terceira pimenta mais forte do mundo.

A Habanero Chokolate é a pimenta mais picante que se tem conhecimento. Apesar da forte picância, seu sabor único e as cores intensas combinam perfeitamente com pratos à base de tomates. Quando maduro, o fruto torna-se levemente doce.
 
Brinco de Princesa

Brinco de Princesa

 
Nome Científico: Fuchsia hybrida
Nome Popular: Brinco de Princesa
Família: Onagraceae

O Brinco-de-princesa é uma das belas flores que tem se tornado extremamente populares internacionalmente. A flor é considerada um dos símbolos do Rio Grande do Sul. São muito cultivadas em vasos, como planta pendente, apoiadas em suportes ou em jardineiras. Suas flores são bastante visitadas por beija-flores. Seus ramos e suas flores pendentes são o seu maior atrativo, formadas na primavera e verão. Algumas variedades são mais eretas do que as demais.
 
Grinalda dobrada

Grinalda dobrada

 
Nome Científico: Spirea vanhouttei
Nome Popular: Grinalda dobrada, Véu-de-noiva
Família: Rosaceae

Arbusto proveniente da China e Japão, com 1,2 a 1,5 m de altura, bastante plantada devido a sua rusticidade e suas vistosas flores brancas, que ocorrem na primavera. Suas folhas caem durante o inverno. Esta variedade da grinalda de noiva diferencia-se por suas flores brancas serem dobradas, com maior número de pétalas. Aprecia climas frios, sendo cultivada isoladamente, em grupos ou renques.
 
Glicinia azul

Glicinia azul

 
Nome Científico: Wisteria sinensis
Nome Popular: Glicinia azul
Família: Leguminosae

Trepadeira originária do Japão, famosa em jardins ingleses e chineses. Possui um caule lenhoso e desenvolve-se rapidamente, atingindo grandes extensões. É dona de uma florada espetacular e de um perfume muito forte. De coloração roxa ou azulada, com cachos pendentes formados durante o inverno, época em que está sem folhas. É resistente a fortes geadas e calores, sendo especial para uso em caramanchões.
 
Jasmim dos poetas

Jasmim dos poetas

 
Nome Científico: Jasminum polyanthum
Nome Popular: Jasmim dos poetas
Família: Oleaceae

Trepadeira semi-herbácea originária da China, de crescimento moderado, ramificada, de ramagem e florescimento ornamental. Folhas compostas com 5 a 7 folíolos lanceolados em ramos avermelhados. Inflorescências ramificadas com inúmeras flores perfumadas de coloração branca por dentro e róseas por fora, formadas no outono-inverno. Adequada para ser apoiada em colunas e pilares ou para revestir cercas, grades e pórticos. Apresenta florescimento mais intenso em regiões de altitude e de clima mais ameno, comportando temperaturas baixas.
 
Impatiens Nova Guiné

Impatiens Nova Guiné

 
Saiba as diferenças entre Impatiens Nova Guiné:
Harmony  x  Sunpatiens


Impatiens Harmony
As Impatiens Harmony são mais robustas. Estas plantas crescem entre 2,5 e 5 cm de altura e largura, com folhas de 10 a 20 cm e cores variadas entre roxo, amarelo ou vermelho. As flores são grandes e vistosas e vêm normalmente nas cores verde e tons azulados. É possível plantar Impatiens Harmony em sol pleno na maioria das regiões do país, apesar de preferir a sombra. No sul, elas se dão bem com sol da manhã e sombra à tarde.

SunPatiens
As SunPatiens são um híbrido entre Impatiens Harmony e uma das muitas espécies selvagens. Esta planta cresce melhor em pleno sol parcial, na sombra e, por se tornar longa, ela pede um corte de verão. As SunPatiens têm flores médias em tons de salmão, lavanda, branco, rosa e vermelho. Elas crescem de 60 a 76 cm de altura, e os compactos de 45 a 60 cm.

Plantando impatiens
Todas as Impatiens requerem um solo uniformemente úmido e são intolerantes à seca. Se o solo é arenoso, é necessário grandes quantidades de material orgânico antes do plantio, como composto ou turfa. É preciso regá-las com frequência suficiente para manter o solo úmido, mas não encharcado, e cobrir as plantas para conservar a umidade. Elas precisam de água extra durante períodos prolongados de calor e quando estiver ventando. Deve ser utilizado fertilizante formulado especialmente para plantas de jardim com flores. Não há necessidade de podar, pois as flores caem quando mortas.
 
Azaléias

Azaléias

 
Nome Científico: Rhododendron simsii
Nome Popular: Azaléia
Família: Ericaceae

Conhecido como azaléia, o rhododendron é um arbusto que pode atingir vários metros de altura que prefere solo rico em matéria orgânica, úmido e ácido. Existem variedades com flores brancas, rosas, vermelhas, lilás e em inúmeros semitons. Tolera geada e desenvolve-se melhor à meia-sombra e em regiões com clima temperado, onde é usada em grandes jardins e parques, isolada ou em grupos. Planta relativamente rara e de crescimento lento.
 
Roseira trepadeira 'Alba Plena'

Roseira trepadeira 'Alba Plena'

 
Nome Científico: Rosa banksiae
Nome Popular: Roseira trepadeira 'Alba Plena'
Família: Rosaceae

As rosas trepadeiras são um grupo de rosas muito rústicas indicadas para o uso em paisagismo como forração. Ideal para canteiros grandes e em inclinação. Combinam bem com coníferas e outros arbustos. Uma vez enraizadas, não necessitam mais do que 1 a 2 podas por ano, sempre no inverno, e algumas adubações. Especialmente indicada para grandes áreas onde não é viável replantar flores anuais ou onde o corte do gramado é dificultado.
 
Três-Maria Telha

Três-Maria Telha

 
Nome Científico: Bougainvillea spectabilis
Nome Popular: Três Maria telha
Família: Nyctaginaceae

São plantas trepadeiras com espinhos originárias da América tropical e subtropical. Muito cultivada em todo mundo, de crescimento vigoroso formando troncos lenhosos. Suas folhas são ovaladas e alternadas. As flores singelas ou dobradas apresentam-se pequenas e tubulares, envolvidas por três brácteas vistosas, bem coloridas em forma de pétala com inflorescências terminais grandes que surgem dos caules arqueados ou pendentes durante vários meses do ano.
 
Azedinha

Azedinha

 
Nome Científico: Rumex sanguineus 'Bloody Dock'
Nome Popular: Azedinha
Família: Polygonaceae

Planta perene (usado como anual) apreciado na culinária. A parte usada são as folhas. As folhas jovens de veias verdes com vermelho adicionam uma cor interessante as saladas. O gosto é levemente acido semelhante da azeda de jardim. A folha tem a forma de lança. Planta decorativa e atrativa para uma horta onde ela pode ser plantada em grupos (tufos) ou em forma de bordadura. Em vasos ou floreiras ela pode fazer parte como planta de estrutura dando um acento ao conjunto. Altura da planta no jardim 30 a 40 cm.
 
Amor Agarradinho

Amor Agarradinho

 
Amor Agarradinho - Antigonum leptopus, trepadeira muito ornamental de crescimento bastante vigoroso, para diversos fins e de efeito surpreendente. É nativa do México, pertence à família das poligonáceas e sua floração é abundante florescendo durante o verão e outono. Suas flores pequenas e delicadas em formato de coração criam uma atmosfera romântica e atraem muitas abelhas por apresentarem um perfume doce, elas podem ser de cor rosa ou branca e se formam durante a primavera e o verão. Sua ramagem é bastante densa o que a torna excelente opção para cobrir cercas, grades, alambrados e caramanchões. O Amor Agarradinho é uma planta tropical bem resistente ao sol, o que faz dela ideal para se criar em cercas ou anteparos ao ar livre, onde receba luz o dia inteiro. Embora possa ser criada em solo relativamente pobre, o antigonon se destaca com uma produção intensa de flores se plantado em substrato rico em matéria orgânica, logo uma adubagem com fertilizante orgânico antes do plantio e sempre a cada inverno ajudará a planta a evoluir bem.
 
Camélias

Camélias

 
A camélia é uma planta bonita por várias razões: é um arbusto formado por uma folhagem brilhante que se mantém firme o ano todo e, nos meses que correspondem ao outono e inverno, cobre-se de uma floração espetacular. As flores, exuberantes, podem ser brancas, rosadas ou vermelhas e servem tanto para enfeitar o jardim como decorar ambientes internos. Dentro de casa, as flores colhidas podem durar vários dias, desde que não se toque nas pétalas. Quando tocadas, as pétalas da camélia cobrem-se de manchas amarronzadas que comprometem o visual. As folhas, resistentes e brilhantes, são também muito decorativas e excelente acompanhamento até para outras flores, funcionando como uma bonita folhagem em arranjos florais.
 
Encanto de Outono

Encanto de Outono

 
Chrysanthemum pacificum, conhecido como "Encanto de Outono" é uma folhagem usada como parte de um conjunto de plantas outonais. Ideal para uso em tigelas junto com Amor perfeito, Prímula de jardim, Prímula obconica, Bellis, Boca de leão, Ciclsmen, Carex e Ajuga de folha graúda.
 
Temperos ornamentais

Temperos ornamentais

 
Ervas e temperos são sempre bem-vindos no jardim. Eles mantêm a cozinha abastecida e ainda podem ser usados como plantas ornamentais. As variedades com folhas variegadas são as mais indicadas para este fim, pois criam contraste e podem até ser combinadas com espécies floríferas. 

O Orégano variegata (Origanum vulgare 'Variegata') tem o mesmo sabor que o famoso tempero e ainda enfeita o jardim com suas folhinhas manchadas de branco. Ele é mais rasteiro e suas folhas um pouco menores. Já a Salvia aurea (Salvia officinalis 'Icterina') diferencia-se por ter folhas menores, encrespadas e com as bordas irregulares e amareladas. Ela se destaca em meio a outros temperos não-variegados e tira da horta aquela aparência de mato. O mesmo vale para a Hortelã variegata (Mentha suaveolens 'Variegata'), uma espécie medicinal que tem múltiplos usos na culinária. Ela pode ser usada no preparo de carnes, de sopas, para aromatizar saladas de frutas e até sorvetes. De quebra, valoriza o jardim com suas folhas verde-escuras, com bordas dentadas e esbranquiçadas.
 
Arbusto borboleta

Arbusto borboleta

 
Arbusto de folhas verdes e vistosas, de flores compostas por uma crista branca ladeada por duas sépalas rosa-intenso, cujo formato lembra o das asas das borboletas, elas surgem nas pontas dos ramos duas vezes ao ano: na primavera e no outono. As flores contrastam com o verde claro ligeiramente azulado das folhas.
 
Hibiscus acetosella

Hibiscus acetosella

 
A vinagreira é um excelente arbusto para criar contraste no jardim. A espécie veio da África, de fácil cultivo e belíssima folhagem cor de vinho cuja coloração fica mais intensa com a exposição da planta ao sol. Ela produz belas flores que atraem borboletas para o jardim. Além de seu uso como ornamentação, ela possui propriedades culinárias, suas folhas, flores e frutos podem ser utilizadas em chás, doces, geléias e sucos. Na medicina, possui ação diurética e poderes antioxidantes. Rústico, o Hibiscus acetosella cresce rapidamente, e pode medir até 2,5m de altura e 2m de diâmetro. Após 90 dias de plantio, ele já começa a produzir flores, que florescem o ano todo. No paisagismo, ele é usado na composição de cercas vivas ou como planta isolada, sob pleno sol (quanto mais sol recebe, mas escura e vistosa fica a folhagem). A vinagreira requer poucos cuidados. Ela aprecia solos argilosos e ricos em matéria orgânica e desenvolve-se bem em regiões mais frias, apesar de ser típica de clima tropical; porém não tolera geadas. Por ser planta anual, recomenda-se uma poda de antes dos frutos secarem, incentivando um novo florescimento.
 
ENCONTRADO!

ENCONTRADO!

 
Agradecemos a todas as sugestões, e oficialmente apresetamos a Senna araucarietorum, conhecida como Cassia Anã, uma fantastica árvore de porte baixo, muito florífera (todo ano), supreendentemente resistente a baixas temperaturas, indicado para o uso em calcadas, jardins menores e vasos grandes. Obrigado pela sua dica, esta foi de grande valia para encontrarmos seu nome científico correto!
 
Escova de Lampião

Escova de Lampião

 
Gramínea perene que forma tufos densos com abundantes espigas de uma atrativa cor que com a brisa do vento se mexem dando um movimento nos motivos paisagísticos. Floresce durante o verão e outono. Apresenta uma atrativa folhagem formada por folhas lineares e planas. Combina muito bem com outras gramíneas, flores da estação, coníferas e rosas. Resistente à geadas até -4ºC. Gosta de lugares ao pleno sol ou a meia sombra e de substratos férteis com boa drenagem.

Nome Científico: Pennisetum setaceum
Nome Comercial: Escova de lampião / purpura
Família: Gramineae
 
PROCURA-SE!

PROCURA-SE!

 
Estamos a procura do nome científico da planta da foto, colabore com suas informações, e nos ajude a descobrir seu nome correto. Segue abaixo algumas informações dessa misteriosa variedade:

- é conhecida popularmente como Cassia Anã;
- se trata de uma fantastica árvore de porte baixo;
- muito florífera (praticamente todo ano);
- supreendentemente resistente contra temperaturas baixas;
- indicado para o uso em calcadas, jardins menores e vasos grandes.

Já sabe? Então não deixe de nos responder pelo e-mail marketing@floriculturaursula.com.br.
 
Planta espelho Sol Nascente

Planta espelho Sol Nascente

 
Nova cultivar de coprosma, que se "transforma" dependendo onde for plantada. Para um arbusto de folhas amarelas e verde, plante-a sob sombra total. Para obter folhas mais mescladas, com tons de amarelo, verde e marrom, plante-a em meia-sombra, e para uma folhagem marrom brilhante, plante-a sob sol pleno.

Nome Científico: Coprosma repens 'Sol nascente'
Nome Popular: Planta espelho Sol Nascente
Família: Rubiaceae
 
Solanum rantonnetii 'Variegata'

Solanum rantonnetii 'Variegata'

 
Arbusto perene, muito ramificado, com flores decorativas, de 1,7 a 2 m de altura, folhas ovaladas. Flores azuis com centro amarelo, formada no verão-outono, que se destacam das folhas verde-branca. Cultivado geralmente como planta isolada ou em grupos, em conjunto com a variedade de cor roxa, exigente em terra fertilizada, podendo ser irrigada periodicamente e até mesmo podada regularmente. Usado para fazer pequenas cerca vivas e topiarias, ou dentro de vasos e floreiras. Pode ser cultivada em todo o país.

Nome Científico: Solanum rantonnetii 'Variegata'
Nome Popular: Solanum rantonnetii 'Variegata'
Família: Solaneaceae
 
Chuva de prata

Chuva de prata

 
Arbusto com folhagem e florescimento ornamentais. Suas folhas são de cor prateada, com aspecto de feltro. As flores são cor roxa. O florescimento ocorre após as chuvas de verão. De baixíssima manutenção a chuva de prata é uma escolha excelente para jardins rochosos. Mas sua beleza pode ser igualmente aproveitada, em diversos estilos de jardim, pois é um arbusto muito versátil. Oferece um belo pano de fundo para o jardim, devido à sua tonalidade prateada. Quase não necessita de podas, pois seu crescimento é lento. 

Nome Científico: Leucophyllum frutescens
Nome Popular: Chuva de prata
Família: Scrophulariaceae
 
Carvalho do Banhado

Carvalho do Banhado

 
Árvore alta, de copa cônica e casca lisa com listras prateadas. Suas folhas são da cor verde brilhante e no outono ficam vermelhas, as flores são insignificantes, de cor amarelo verde florescendo de outubro a novembro. Seus frutos são do tipo noz. Originária da América do Norte, é ideal para lugares úmidos e lugares com bastante matéria orgânica, à meia sombra, uso em perto de lagos e riachos em parques ou jardins de grande porte. Ela sofre em lugares muito secos.

Nome Científico: Quercus palustris
Nome Popular: Carvalho do Banhado
Família: Fagaceae
 
Árvore violeta azul

Árvore violeta azul

 
Arbusto ereto com folhas em formato oval, suavemente peludas na cor verde cinza. Cachos de flores com até 20 flores individuais na cor azul bem escuro. As flores são produzidas principalmente no verão. A planta atinge até 3 m de altura. A Iochroma é nativa na Colômbia, no Equador e no Peru. A Iochroma não comporta geadas precisando assim, de proteção inclusive contra ventos secos. Ela prefere solos úmidos mas bem drenados, férteis e lugares ao pleno sol ou a sombra parcial. A Iochroma pode ser cultivada em grandes containeres onde precisa uma poda restritiva no fim do inverno. No jardim ela precisa de uma leve poda após a floração para se manter em forma. A Iochroma é muito atrativa para os beija flores.

Nome Científico: Iochroma cyaneum
Nome Popular: Árvore violeta azul
Família: Solanaceae
 
Planta coelhinho

Planta coelhinho

 
Arbusto de 2 a 3 m de altura, com flores meio bizarras mas, ao mesmo tempo extremamente curiosas e encantadoras, as suas flores pequenas possuem duas pétalas que lembram um coelho. A Ruttya fruticosa permite podas e reage bem a elas. Ela serve também para formar cercas vivas ou maciços (canteiros) grandes fechados. A poda deverá ser feita depois da florada, no outono. Suas flores produzem um vasto alimento e são da cor que colibris e beija-flores adoram.

Nome Científico: Ruttya fruticosa
Nome Popular: Planta coelhinho
Família: Acanthaceae
 
Moita borboleta

Moita borboleta


Também conhecida como Moita borboleta, uma alusão a formato de suas flores, que lembram as asas e antenas do inseto, a gaura rosa é uma herbácea nativa do norte do México e dos Estados Unidos. Ela forma touceiras de até 1m de altura e diâmetro, e pode ser cultivada em vasos, floreiras ou compondo maciços e bordaduras no jardim, sob sol pleno. Neste cultivar, as flores de até 2,5cm de diâmetro se agrupam em hastes floras de até 60cm de altura. Elas têm 4 pétalas e antenas cor de rosa vibrante. 

Nome Científico: Gaura lindheimeri
Nome Popular: Gaura rosa, Moita borboleta
Família: Onagraceae
 
Hamélia

Hamélia


Arbusto muito florífero, indicado para regiões livres de geadas; em regiões frias deve ser usado como planta anual. Aceita diversos tipos de solos, inclusive solos com alto teor de sal desde que bem drenados. Podas regulares mantêm esta planta em boa forma.

Nome Científico: Hamelia patens
Nome Popular: Amélia
Família: Rubiaceae
 
         
 
Floricultura Úrsula EMPRESA
Institucional
News
Perguntas Frequentes
Localização
Trabalhe Conosco
Contatos
SEGMENTOS
Gartencenter
Samenhaus
Atacado
COMPARTILHE
Floricultura Ursula © Copyright 2017 - Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento: Wcm3 Agência Web Digital Feeling Estúdio de Criação